Olá, quero compartilhar com você uma técnica que, quando eu conto para as minhas clientes, elas adoram.

Se você é uma pessoa organizada (ou que tenta se organizar), convive com outras pessoas que constantemente deixam objetos espalhados pela casa, e se sente extremamente incomodada com isso, essa dica pode ser muito útil, principalmente se você tem crianças pequenas.

Além disso, é uma grande oportunidade para você ensinar aos seus filhos a importância de eles serem responsáveis pelos seus pertences pessoais, criarem o hábito de guardar os objetos em seus lugares e utilizarem melhor o tempo (o seu e o deles) sem ter que ficar procurando as coisas dispersas por
todos os cômodos da casa.

Seguem as dicas práticas:

1) Reserve um espaço para colocar os objetos: pegue uma caixa de tamanho médio e coloque em uma área comum da casa. Identifique essa caixa como “caixa de doação”, ou algum outro nome de sua escolha.

2) Combine a regra do jogo: conte para todas as pessoas que moram com você que todas os objetos que ficarem espalhados pela casa serão colocados na caixa de doação (no meu caso eu restringi o espaço,
deixando a regra somente para as coisas espalhadas nas áreas comuns, como sala e cozinha). Caso o “responsável” ou dono não tenha interesse em tirar o objeto da caixa e guardar no seu devido lugar, todo
fim de mês o objeto será doado para uma instituição de caridade ou para pessoas que possam fazer melhor utilização dele.

3) Cumpra as regras: faça uma pequena cerimônia ao final de cada mês, dando a oportunidade para que cada um possa recuperar os seus objetos antes de serem doados. Você pode se surpreender com alguns
itens bem caros que podem ir parar na caixa de doação (no meu caso teve uma época em que a caixa “cuidou” de um iPad durante um mês inteirinho).

Se você preferir, pode colocar uma placa ou lembrete na caixa, com a regra escrita, para lembrar a todos sobre o combinado. Se quiser, pode copiar o texto que eu usei.

Independente de como você vai fazer, é fundamental que o acordo seja feito e comunicado, e as regras cumpridas. Mantenha a sua postura firme, principalmente no início e até que o hábito seja criado. Segundo uma pesquisa da University College, um hábito demora em média 66 dias para ser mudado.

Portanto, insista e persista, e você pode ter excelentes surpresas e resultados.

Quando você ouvir frases clássicas como: “mãe, onde está meu sapato?”, ou então “querida, você viu onde guardei meu boné de corrida?”, você pode responder com um sorriso no rosto e uma pergunta padrão: “já olhou na caixa de doação”?

Essa é uma forma bem interessante de você começar a delegar algumas atividades (que muitas vezes não são suas) sem ter que ser a responsável por encontrar todos os objetos de todo mundo que foram esquecidos ou espalhados pela casa, e usar o seu precioso tempo para priorizar as suas atividades, que com certeza já não são poucas.

Vou adorar se você me contar como foi a sua experiência. E quem sabe a sua história pode ir para o livro que eu estou escrevendo, servindo de inspiração para outras mulheres.

Envie um e-mail para Adelaide@learningcoach.com.br

Observação: Eu sempre gosto de fazer referência aos autores nos meus textos, mas devo admitir que eu não me lembro se essa ideia veio de algum autor específico ou se foi mais uma das minhas adaptações para encontrar um jeito mais produtivo de usar melhor o meu tempo. De qualquer forma, sou muito
agradecida ao inventor original da ideia, seja ele (ou ela) quem for.

Adelaide Giacomazzi
Cel: (11) 99881-0330
Imagem: Pixabay