Então, vai empreender?

Teve aquela ideia de negócio super legal. Já fez o business plan completo. Entendeu bem o mercado e conhece o seu público-alvo. Agora esta na hora de definir sua identidade visual e se lançar na web. Falta só o “sobrinho” fazer aquele “logo-zinho” para você. Certo?

Não! Esse é o velho BARATO QUE SAI CARO!

Com “sobrinho” quis dizer qualquer conhecido que não tenha realmente estudado design…  Erro bem comum por aí…  Principalmente em momentos de crise onde “pouca-verba” aparece ao final de cada frase de empreendedores.

Identidade visual é seu primeiro contato com o cliente. É a cara do seu negócio! É onde seus clientes vão ter a primeira identificação com seu produto/serviço. E pode apostar, todas empresas que crescem continuam dando importância a esta questão.

Entenda agora o que você precisa saber para – em conjunto do profissional correto – definir a identidade visual da sua empresa.

Vamos as etapas:

Briefing:

Uma extensa conversa com o designer contando em detalhes: seus serviços ou produtos, publico alvo, diferencial, historia por trás da empresa, missão, área geográfica de atuação, concorrentes, inspirações… e por aí vai.   A lista pode ser maior ou menor conforme o profissional.  Relaxa, essas respostas você já sabe ou deveria saber. O designer vai usar todo seu conhecimento técnico para sintetizar o conteúdo do seu briefing em forma de um….

Logo, marca, logomarca ou logotipo? 

O que pedir? Existe uma diferença teórica entre essas terminologias. A questão permeia sobre um desenho (ícone) e a forma como o nome da empresa aparece por escrito. Um bom assunto para uma cerveja entre designers.  Mas você-empreendedor não tem porque entrar nessa questão de nomenclaturas.  Na hora de orçar, chame como quiser. Logo, logotipo, marca, ou logomarca…. Baseado no seu briefing, o designer vai te propor o caminho a seguir.  O logo é uma peça chave da….

Identidade visual:

É a combinação do logo, estilo de imagens, cores, texturas e fontes que compõem sua imagem em todas as mídias. Seu site, folders, cartão de visitas, uniforme, material institucional, redes sociais, ponto de venda…. Pense que você reconhece uma carta do seu banco mesmo sem abrir. O envelope do banco tem as mesmas fontes e texturas que estão no site. E as fotos que você vê no marketing da agência estão em sintonia com as que estão nas redes sociais…  Você reconhece o seu banco em todas as mídias. O mesmo vai acontecer com sua empresa quando contratar um bom designer.

Então, você que esta começando seu negócio, lembre-se que sua marca é um investimento essencial. É um conceito único para cada empresa – como a sua impressão digital ou o seu rosto. É o começo de tudo. Caso você venha a ter uma loja física, é a partir desta matriz que todo o resto será executado… (material de ponto de venda, embalagem, site… e a lista pode ser imensa)

E para você que ainda pensa economizar contratando o vizinho que manja de PowerPoint ou o site que entrega 10 logos semi-prontos em segundos independentes de briefing…   Acha que vou ficar só de falação sobre marcas que põem tudo a perder? Aqui mato a cobra e mostro… Literalmente!!! Gargalhe com alguns logos que encontrei na internet…

Será mesmo que vale a economia?   😉
Compartilhe com a gente sua experiência!

Marcia Grossmann Cohen, é sócia-diretora da We Can Fly! Comunicação e Cultura. Boutique de design com 8 anos de de mercado que atende de startups à grandes instituições com o mesmo esmero. Mestre em Gestão Cultural pela Columbia College Chicago. Autora do livro Como te leio? Como-te livro! adotado, entre outros cursos, na disciplina “Tópicos Especiais em Processos Criativos”, do Instituto de Artes da Universidade de Campinas (Unicamp.).
E-mail: contato@wecanfly.com.br
Site: www.wecanfly.com.br