Seguindo meu caminho pelo universo empreendedor como consultora de organização, vejo que pequenos empresários e profissionais autônomos em diversos ramos de atividade enfrentam grandes desafios quando o assunto é a organização, tanto de seus produtos em estoque, como na gestão de suas rotinas administrativas, financeiras e comerciais, ou seja, na gestão do seu negócio.

Uma coisa posso te afirmar com plena convicção: a organização é o ponto chave para resolver estes desafios, pois ela permite uma gestão eficiente que integra todos as áreas do seu negócio, te capacita a enxerga-lo sobre todos os aspectos e apontar para qual caminho ele está indo. Além de te oferecer benefícios que visam aumentar sua lucratividade, reduzir custos, evitar os desperdícios de mercadoria, melhorando o aproveitamento do tempo e dos recursos necessários para manter seu negócio ativo.

Gerir e planejar seu negócio pelos alicerces de uma rotina estruturada e organizada é um fator crucial para o sucesso dele, pois isso oferece ao dono do negócio a oportunidade de enxergar melhorias que podem ser aplicadas para alavancar suas vendas, ao invés de deixa-lo no foco para apagar um incêndio.

Não trate o seu negócio como um bico. É preciso muita dedicação, organização e planejamento para que o seu sonho de ter uma independência financeira fazendo o que você ama, seja um sucesso.

Pensando nisso resolvi abordar neste texto algo que pode te ajudar a começar a organizar seu negócio. A ideia aqui é provocar uma autoavaliação sobre os caminhos e os formatos adotados e fazer com que você transforme sua ideia em um modelo de negócio viável e lucrativo.

Vamos lá?

Alex Osterwalder, um teórico comercial suíço, autor, consultor e empreendedor, conhecido por seu trabalho em modelagem de negócios e desenvolvimento do Business Model Canvas define que um modelo de negócio descreve a lógica de criação, a entrega e a captura de valor por parte de uma organização, ou seja, o que seu negócio oferece, para quem é oferecido, como isso é feito e quanto isso vale, são questões cruciais que determinam a viabilidade do negócio.

Parece simples, mas é necessário analisar cada questão com calma para poder criar um modelo adequado que te ofereça possibilidades e visão macro para depois detalhar em ações e metas que te levarão ao sucesso.

Pensando em cada uma destas questões, segue abaixo algumas reflexões importantes que irão te nortear na estrutura deste modelo.

O que?

O que vou fazer? Não há negócio sem “O QUE?” O produto ou serviço que você vai oferecer ao seu cliente fala do ponto de vista das necessidades do seu cliente ou sobre o ganho que eles terão com o seu produto/serviço? Necessidade é algo que os cliente precisam, sentem falta, que faz parte de demandas não atendidas. Ganho é algo mais, alguma coisa que irá melhorar algum aspecto de vida, surpreender, criar facilidades. Qual experiência o seu cliente recebe com o produto/serviço que você entrega? Isso é a sua Proposta de Valor.

Para quem?

Para quem vou fazer? Este é outro ponto de suma importância. Quem são as pessoas que precisam do seu produto ou serviço? Onde elas vivem? Sob quais circunstâncias? Qual o perfil do seu público? Como você vai conectar seu negócio com o perfil do cliente que pode consumir seu produto/serviço? Quais os canais que você vai estabelecer para entregar seu produto/serviço? Como irá proceder para se relacionar com eles?

Como?

Como vou fazer? Quais os recursos necessários que preciso ter para entregar minha proposta de valor ao meu cliente? Quais as ações que devo estabelecer para fazer o negócio acontecer? Quem serão os meus parceiros que podem alavancar a captação destes clientes?

Quanto?

Quanto vou ganhar e quanto vou gastar? Todo negócio tem custos e estes custos devem ser capazes de gerar receitas. Quais as soluções você irá criar para receber seus pagamentos pela venda do seu produto/serviço? Qual o valor está disposto a investir para que seu negócio aconteça?

Em síntese, as respostas para estas questões começam a formatar o seu Modelo de Negócios e isso é só o começo, já que o modelo de negócios é um orientador que serve para te conduzir ao plano de negócios (uma abordagem mais profunda do negócio) e ao desenvolvimento de uma solução, pois somente com este modelo de negócios, podemos pensar no plano de ação, com objetivos e metas, para colocar seu negócio em prática.

O ideal é colocar tudo isso no papel, num quadro branco ou usar o modelo do CANVAS que você pode ver na internet, o objetivo aqui é que você visualize diariamente este modelo e tenha flexibilidade para alterar conforme as mudanças que acontecem no decorrer do tempo, já que este modelo trabalha com hipóteses que devem ser constantemente testadas em contato com seu cliente.

     

É sempre muito importante saber a percepção do seu cliente após a compra do seu produto/serviço, pois isso irá mediar se a sua proposta de valor atende uma necessidade ou oferece um ganho para seu cliente, permitindo que você mude o caminho quando entender esta necessidade.

Sou Paula Imparato, Consultora em Organização especialista em gestão de negócios da Bela Ordem e estou à disposição para te ajudar.

Telefone/Whatsapp: (11) 98402-9396
E-mail: paulaimparato@belaordem.com.br
Instagram: @belaordem